Ciências Sob Tendas

Dory e a Amnésia Anterógrada

Por: Amanda Coelho Siqueira – aluna de graduação em Enfermagem pela UFF.

Você provavelmente já assistiu ao filme Procurando Nemo e se interessou por uma personagem chamada Dory e a sua peculiaridade, esquecer das coisas! A Dory é um peixe cirurgião-patela azul que sofre de perda de memória recente, muitos podem achar que faz parte de uma personalidade boba, mas vocês sabiam que esta condição existe e é chamada de amnésia anterógrada?


Imagem promocional de Dory, da animação Procurando Nemo – Divulgação/Pixar

A amnésia anterógrada é a perda de memória com a inabilidade de formar novas memórias, sendo causada por um dano no hipocampo, também podendo afetar as memórias passadas. Isso porque o hipocampo é importante para transformar memória de curto prazo em memória de longo prazo, porém, com esta condição, não há o armazenamento das informações.

Mas o que é o hipocampo? O hipocampo é uma estrutura do cérebro encaixada profundamente no lóbulo temporal de cada córtice cerebral e está localizado próximo a amígdala cerebral, e é relacionado a processos de memória. Uma lesão no hipocampo pode gerar um quadro de amnésia anterógrada, sendo assim, uma estrutura importante para a consolidação da memória.

O hipocampo é conhecido como a nossa memória operacional, sendo ela a responsável pelas nossas interações no nosso dia a dia, como por exemplo, lembrar de ligar um alarme, mandar uma mensagem, desligar o forno, assim, funcionando como uma memória prática. E é nela que está o problema da Dory. Como o hipocampo é responsável por filtrar essas memórias pequenas, as pessoas que sofrem de amnésia anterógrada não conseguem consolidar também as memórias antigas e importantes, que são armazenadas no córtex.


Localização do hipocampo. Ilustração: Henry Vandyke Carter / Gray’s Anatomy. Via Wikimedia Commons.

A Dory sofre desta condição por provavelmente ter tido uma falta de oxigenação no cérebro quando saiu do ovo, sofrendo a lesão no hipocampo. Pessoas que sofrem de algum acidente, como uma parada cardiorrespiratória ou um afogamento, também podem perder parte do hipocampo por falta de oxigenação, mas as memórias que estão no córtex continuam consolidadas, perdendo apenas as memórias que virão após o acidente.

No filme, a única coisa que a personagem Dory não esquece é o endereço ‘PSherman 42 Wallaby Way, Sydney, NSW’, usado para o achar o Nemo, além do seu lema “Continue a nadar”. Isso mostra que além de sofrer de uma condição que a impossibilita de fazer muitas coisas, a Dory continua sempre otimista para superar os seus obstáculos.


Marlin e Dory em cena de Procurando Nemo (Divulgação/VEJA)https://veja.abril.com.br/cultura/sequencia-de-procurando-nemo-vai-se-concentrar-na-peixinha-esquecida-dory

Referências:

AZEVEDO, T. A psicologia de Dory (Procurando Nemo e Procurando Dory). Disponível em:<a href="http://http://<https://psicoativo.com/2016/07/psicologia-de-dory-procurando-nemo-procurando-dory.html>. Acesso em: 27 de julho de 2023.

BEAR, Mark F.; CONNORS, Barry W.; PARADISO, Michael A. Neurociências: desvendando o sistema nervoso. Artmed editora, 2002. Acesso em: 25 de julho de 2023.

‌Portal Esafaz – Escola Fazendária – Secretaria da Fazenda do Estado de Pernambuco. Disponível em:<a href="http://: http://: <https://portalesafaz.sefaz.pe.gov.br/midias/saude/785-entenda-o-que-ha-de-errado-com-a-memoria-de-dory#:~:text=%. Acesso em: 27 de julho de 2023.

Copyright 2024 - STI - Todos os direitos reservados

Skip to content